A formação do músico católico é fundamental e a pedra principal é sua obediência e concordância litúrgica.
CASO O PLAYER DE ÁUDIO NÃO CARREGUE, ATUALIZE O NAVEGADOR ATÉ QUE SEJA ATIVADO O botão "PLAY".

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Músicas para a Missa da Festa de São Tomé Apóstolo - Ano B

Ofício festivo
Acreditaste, Tomé, porque me viste. Felizes os que crêem sem ter visto.

cor vermelho

Embora na nossa memória a presença de são Tomé faça sempre pensar em incredulidade e nos lembre daqueles que "precisam ver para crer", sua importância não se resume a permitir a inclusão na Bíblia da dúvida humana. Ela nos remete, também, a outras fraquezas naturais do ser humano, como a aflição e a necessidade de clareza e pé no chão. Mas, e principalmente, mostra a aceitação dessas fraquezas por Deus e seu Filho no projeto de sua vinda para nossa salvação. 

São três as grandes passagens do apóstolo Tomé no livro sagrado. A primeira é quando Jesus é chamado para voltar à Judéia e acudir Lázaro. Seu grupo tenta impedir que se arrisque, pois havia ameaças dos inimigos e Jesus poderia ser apedrejado. Mas ele disse que iria assim mesmo e, aflito, Tomé intima os demais: "Então vamos também e morramos com ele!" 

Na segunda passagem, demonstra melancolia e incerteza. Jesus reuniu os discípulos no cenáculo e os avisou de que era chegada a hora do cumprimento das determinações de seu Pai. Falou com eles em tom de despedida, conclamando-os a segui-lo: "Para onde eu vou vocês sabem. E também sabem o caminho". Tomé queria mais detalhes, talvez até tentando convencer Jesus a evitar o sacrifício: "Se não sabemos para onde vais, como poderemos conhecer o caminho?". A resposta de Jesus passou para a história: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim". 

E a terceira e definitiva passagem foi a que mais marcou a trajetória do apóstolo. Foi justamente quando todos lhe contaram que o Cristo havia ressuscitado, pois ele era o único que não estava presente ao evento. Tomé disse que só acreditaria se visse nas mãos do Cristo o lugar dos cravos e tocasse-lhe o peito dilacerado. A dúvida em pessoa, como se vê. Mas ele pôde comprovar tanto quanto quis, pois Jesus lhe apareceu e disse: "Põe o teu dedo aqui e vê minhas mãos!... Não sejas incrédulo, acredita!" Dessa forma, sua incredulidade tornou-se apenas mais uma prova dos fatos que mudaram a história da humanidade. 

O apóstolo Tomé ou Tomás, como também é chamado, tinha o apelido de Dídimo, que quer dizer "gêmeo e natural da Galiléia". Era pescador quando Jesus o encontrou e o admitiu entre seus discípulos. 

Após a crucificação e a ressurreição, pregou entre os medos e os partas, povos que habitavam a Pérsia. Há também indícios de que tenha levado o Evangelho à Índia, segundo as pistas encontradas por são Francisco Xavier no século XVI. Morreu martirizado com uma lança, segundo a antiga tradição cristã. Sua festa é comemorada em 3 de julho. 

Entrada: A vida pra quem acredita (Irmã Míria T. Kolling -cd Missa dos Bem-Aventurados)
Ato Penitencial: Eu te peço, perdão (cd Liturgia 02)

Glória: Gloria (Canto Gregoriano -cd Santo Domingo de Silos (CD 02))
Salmo Responsorial: Salmo 116(117) (Salmos -cd Salmos e cânticos com melodias de Pe. J. Gelineau, s.j.)

Aclamação ao Evangelho: Aleluia, aleluia! -faixa 04 (cd Celebrações Especiais 3)
Ofertório: Serei Fiel (Ítalo Villar -cd Bendito Seja)
Santo: Holy, Holy, Holy (Santus Dominus Deus) (Comunidade Ecumênica Taizé -cd Joy on Earth)
Aclamação Memorial: Anunciamos, Senhor (Elaine Marchi)

Amém: Amém (Marty Haugen)


Abraço da Paz: Arte e Paz (Ivone Pimentel)


Cordeiro de Deus: Cordeiro (Elaine Marchi)


Comunhão: 

Meu Senhor e meu Deus (Maria do Rosário -cd Vem tocar em mim)

Toma e Come (Diego fernandes -cd Folha em Branco)

Final: O Senhor conta conosco (Padre Zezinho -cd Ágape)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...