A formação do músico católico é fundamental e a pedra principal é sua obediência e concordância litúrgica.
CASO O PLAYER DE ÁUDIO NÃO CARREGUE, ATUALIZE O NAVEGADOR ATÉ QUE SEJA ATIVADO O botão "PLAY".

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Como escolher Músicas para Missa com base no ensino 79 da CNBB e no Missal Romano - PAI NOSSO

Pai Nosso
Canto do Ordinário

O "Pai-nosso"

Função: A “Oração do Senhor” introduz nossa preparação imediata para a participação no Banquete Pascal.

Significado Litúrgico: Deve ser reservado às Missas solenes, pois nem todas as pessoas, muitas vezes, conhecem o canto escolhido para o pai-nosso, fato contrário quando este é recitado, onde todos o rezam. Para se evitar isso, esse canto deve ser exaustivamente ensaiado antes da Missa com o povo.

Forma:
  • Para superar o costume problemático do povo em nossas igrejas, em geral, que reza apressadamente e canta de maneira arrastada, a melhor maneira é a de se cantar o “Pai-Nosso” numa melodia simples, no estilo de cantilena.
  • No 3º fascículo do Hinário Litúrgico encontram-se nove fórmulas para cantar esta oração, entre as quais uma com a antiga melodia gregoriana (p. 28) e duas baseadas na folcmúsica religiosa (pp. 60 e 63).
  • Como é um texto bíblico, na versão do missal, omitam-se as paráfrases ou versões alternativas.
Dicas:
  • Devemos abolir radicalmente o canto de músicas parodiadas, como por exemplo: “Ó pai-nosso, tu que estais nos que amam a verdade..” que é a mesma melodia da música tema do filme ‘A primeira noite de um homem”.
  • Ao final não se deve cantar, e/ou dizer o "Amém".
É um canto que é o próprio rito, devendo ser cantado integralmente. Para que um canto seja considerado corretamente como canto de pai-nosso, ele deve obrigatoriamente conter toda a oração do pai-nosso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...