A formação do músico católico é fundamental e a pedra principal é sua obediência e concordância litúrgica.
CASO O PLAYER DE ÁUDIO NÃO CARREGUE, ATUALIZE O NAVEGADOR ATÉ QUE SEJA ATIVADO O botão "PLAY".

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Como escolher Músicas para Missa com base no ensino 79 da CNBB e no Missal Romano - ACLAMAÇÃO MEMORIAL

Aclamação Memorial

As aclamações: Em cada celebração Eucarística, cinco aclamações, necessariamente, devem ser cantadas, mesmo naquelas celebrações em que nenhuma outra parte for cantada: o "Aleluia", o "Santo", a Aclamação Memorial (logo após a narrativa da Instituição da Eucaristia), o grande "Amém" (após a doxologia final) e o "Vosso é o Reino..." (após o embolismo que se segue ao Pai-nosso). Na Celebração Dominical da Palavra, três destas aclamações não podem faltar: o "Aleluia", antes do Evangelho, o "Santo", após o canto da "louvação", e o "Vosso é o Reino", após o Pai-nosso.

A Aclamação Memorial

Função: O missal oferece algumas fórmulas que expressa o anúncio do Mistério Pascal, comemorando o abaixamento e a glorificação do Senhor e pedindo sua vinda. Das três aclamações propostas no Missal, as traduções mais "aclamativas" são a primeira e a terceira ("Vinde, Senhor Jesus!"; "Salvador do mundo, salvai-nos!"). Textos alternativos que expressam a fé na presença real, naquele momento, devem ser excluídos, pois alteram o sentido litúrgico do Mistério que se celebra. Esse é o momento do Memorial, do anúncio do Mistério Pascal, e não de devoção à Presença Real. Portanto, não se deve substituir essa aclamação por um canto eucarístico.

Significado Litúrgico: Deve ser a própria aclamação ou adaptação dela. Quem define se esta aclamação é ou não cantada, é o próprio sacerdote, o qual iniciará  cantando e o povo responde também cantando. Quando o sacerdote cantar “eis o mistério da fé”, o povo deverá responder cantando de acordo com as aclamações nº 1 ou nº 2; caso o sacerdote inicie cantando “tudo isto é mistério da fé” o povo deverá responder cantando com a aclamação nº 3.

Eis o mistério da fé:
  • Aclamação Nº 1 Anunciamos, ó Senhor, a vossa morte e proclamamos a vossa ressurreição. Vinde, Senhor Jesus.
  • Aclamação Nº 2 Salvador do mundo, salvai-nos. Vós que nos libertastes pela cruz e ressurreição.
Tudo isto é mistério da fé:
  • Aclamação Nº 3 Toda vez que se come deste pão, toda vez que se bebe deste vinho, se recorda a paixão de Jesus Cristo e se fica esperando a sua volta.
Forma:
  • Sendo uma das aclamações mais importantes da Missa, convém muito que seja cantada por todos, em resposta à introdução "Eis o mistério da Fé!", entoada por quem preside.
  • Seria muito funcional se a melodia desta introdução já indicasse com qual das três aclamações o povo deverá responder (cf. Hinário Litúrgico, 3° fascículo, pag. 45).
Dicas:
  • Na Oração Eucarística existe um momento chamado de Epiclese, que é o instante onde o sacerdote implora a descida do Espírito Santo para consagrar o pão e o vinho, geralmente com a frase: “Nós vos suplicamos que envieis o vosso Espírito Santo” ou “Mandai o vosso Espírito Santo”. Este é o instante em que todos se ajoelham em sinal de adoração.
  • Quando o sacerdote recita ou canta “eis o mistério da fé” ou “tudo isto é mistério da fé”, todos, antes ajoelhados desde a Epiclese, agora imediatamente devem ficar de pé.
  • É bom que desde o início da Oração Eucarística se faça um fundo musical, idealmente de forma solene, para que, quando o Sacerdote diga: “Eis o Mistério da Fé!”ou “tudo isso é mistério da fé!” todos tenham noção de que o Mistério será cantando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...