Ministério São Bento

A formação do músico católico é fundamental e a pedra principal é sua obediência e concordância litúrgica.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Sugestões Litúrgicas: 27º Domingo do Tempo Comum –4 de outubro 2009

  • Mês das missões
  • Mês do rosário
  • Dia da ecologia, (São Francisco de Assis)

“Em Deus, homem e mulher, criados para igualdade, complementam-se no amor e na fidelidade”

Leituras:
  • 1a. Leitura – Gn 2,18-24
  • Salmo - : 127 (128)
  • 2a. Leitura – Hb 2,9-11
  • Evangelho: Mc 10,2-16 (nova lei do matrimônio)

COR LITÚRGICA: VERDE

Sugestões litúrgicas: Hoje, neste domingo em que o Evangelho nos recorda a grandeza de uma vida conjugal segundo o projeto de Deus, a equipe de liturgia, ao preparar a celebração da comunidade, procurará particular ênfase: à acolhida e à saudação fraterna e sororal a cada pessoa que chega, animada pela fé, para celebrar de modo especial as famílias, casais e criaças; a um clima alegre e orante para a celebração, com ensaio de cantos e convite, uns minutos antes do início, para que as pessoas presentes façam um momento de oração pessoal; à procissão de entrada : casais podem conduzir a cruz (do Cristo Ressuscitado se possível), velas acesas e a Bíblia (ou o Lecionáro) até onde será proclamada a Palavra; ao ato penitencial: quem preside pode solicitar aos casais para que se dêem as mãos e supliquem que o amor misericordioso de Deus os anime a vencer as infidelidades e contradições; à liturgia da Palavra: antes da proclamação da primeira leitura, por invocação, suplicar ao Espírito Santo que abra a mente e o coração de todos ao amor de Deus; ao momento após a homilia: havendo possibilidade, de forma espontânea, o ministro que preside pode solicitar aos casais que renovem seu compromisso de amor e de fidelidade na vida matrimonial e familiar; ao abraço da paz, expresso da nova relação alimentada pelo amor de Deus e que todos buscamos: pode ser realizado depois das preces da comunidade e antes da liturgia eucarística; à liturgia eucarística: escolher a Oração Eucarística X (para as missas com crianças – II) e valorizar as palavras e gestos que expressam a renovação da aliança. Cantar o “Cordeiro de Deus” no rito da fração do pão eucarístico; à comunhão: se possível, distribuir a sagrada comunhão sob duas espécies; aos ritos finais: valorizar o “envio em missão” e a benção, em especial sobre as famílias e as pessoas que têm atividades missionárias na comunidade; aos avisos: lembrar que no dia 12 é Dia de Nossa Senhora Aparecida – Padroeira do Brasil e Dia das Crianças.

 ACOLHIDA
Preparar o espaço celebrativo com simplicidade, mas que expresse alegria e acolhimento. Durante o mês de outubro, pode-se colocar em destaque o cartaz do mês missionário. Neste domingo, envolver nos diversos momentos da celebração pessoas que trabalham com as famílias na comunidade (Pastoral Familiar, ECC, preparação para o matrimônio, etc). Para iniciar a celebração, cantar de forma orante o canto abaixo.

1. Todos membros vivos do corpo do Senhor vamos anunciar seu Reino de amor. AMOR NÃO TEM FRONTEIRAS A VIDA É UMA MISSÃO. AMOR É PARA TODOS DEUS QUER UM MUNDO IRMÃO.

Animador(a) - Queridos irmãos e irmãs, sejam bem-vindos para celebrarmos o mistério de nossa fé. Neste domingo fazemos memória do confronto de Jesus com os fariseus em defesa da fidelidade e do amor conjugal. Vamos colocar em comum o que queremos pedir a Deus nesta celebração para que nós e nossas famílias sejamos felizes. Motivar a assembléia a fazer a recordação da vida lembrando que hoje é o dia da festa de São Francisco de Assis e o dia da ecologia.
Animador(a) - Estamos iniciando o mês missionário e Jesus nos convida a participar de sua missão semeando os valores do Reino de Deus na família, no trabalho, na comunidade e na sociedade. Na certeza de que o Senhor nos fortalecerá no anúncio da Boa Nova, cantemos.
Procissão de entrada: crucifixo, velas, Lecionário (ou Bíblia), conduzidos por casais, ministros e presidente.

1. CANTO DE ENTRADA
SENHOR JESUS CRISTO, CHEIO DE BONDADE, ACOLHE O VOSSO POVO, TENHA DE NÓS PIEDADE. SOMOS O VOSSO POVO TRABALHANDO COM MUITO AMOR E TEMOS MUITA FÉ, EM VÓS, MEU SENHOR.
1. Somos missionários procurando um lugar, um cantinho em vossa casa onde devemos descansar. Meu Senhor Jesus, nos dê a vossa mão, mão que nos abençoa e que nos traz a salvação, oh, meu Senhor!
2. A missão não pára, devemos continuar. Os nossos corações temos que preparar para receber Jesus de coração, levando sua mensagem a todos os irmãos, oh, meu Senhor!
3. Jovens e adultos, venham vocês também. Criança e vovô, não fica ninguém. Seja preto ou branco, não interessa a cor, venham ser felizes louvando o meu Senhor, oh, meu Senhor!

2. SAUDAÇÃO
Presidente - Animados pela fé, façamos o sinal que nos reúne como irmãos. EM NOME DO PAI...
Presidente - Que a graça de Deus, nosso Pai, o amor de Jesus Cristo e a força do Espírito Santo estejam conosco. BENDITO SEJA DEUS...

3. Ato Penitencial
DEUS NOS PERDOA
Presidente
-
Como família de Deus somos chamados a ser fiéis ao mandamento do amor. Reconhecendo nossa omissão, peçamos perdão dos nossos pecados. (pausa)
- Senhor, que sois o caminho que leva ao Pai, tende piedade de nós. SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS.
- Cristo, que sois a verdade que ilumina os povos, tende piedade de nós. CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS.
- Senhor, que sois a vida que renova o mundo, tende piedade de nós. SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS.
Presidente - Deus de amor e bondade, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. AMÉM.

4. HINO DE LOUVOR
Glória a Deus nas alturas/ e paz na terra aos homens por ele amados./ Senhor Deus, Rei dos céus,/ Deus Pai todo-poderoso./ Nós vos louvamos,/ nós vos bendizemos,/ nós vos adoramos,/ nós vos glorificamos,/ nós vos damos graças/ por vossa imensa glória./ Senhor Jesus Cristo, Filho unigênito,/ Senhor Deus,/ Cordeiro de Deus,/ Filho de Deus Pai./ Vós, que tirais o pecado do mundo,/ tende piedade de nós./ Vós, que tirais o pecado do mundo,/ acolhei a nossa súplica./ Vós, que estais à direita do Pai,/ tende piedade de nós./ Só vós sois o Santo,/ só vós, o Senhor,/ só vós, o Altíssimo,/ Jesus Cristo,/ com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.

5. ORAÇÃO
Presidente - Ó Deus, criastes o homem e a mulher para que sejam uma só vida no amor. Fazei que os esposos cristãos sejam para o mundo um sinal do amor de Cristo, que dá a sua vida por todos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. AMÉM.

6.  PRIMEIRA LEITURA (Gn 2,18-24)
A narrativa da criação da mulher, tirada da costela do homem, reforça o sentido da igualdade e da complementaridade entre homens e mulheres.
Leitura do Livro do Gênesis:
18O Senhor Deus disse: “Não é bom que o homem esteja só. Vou dar-lhe uma auxiliar semelhante a ele”. 19Então o Senhor Deus formou da terra todos os animais selvagens e todas as aves do céu, e trouxe-os a Adão para ver como os chamaria; todo o ser vivo teria o nome que Adão lhe desse. 20E Adão deu nome a todos os animais domésticos, a todas as aves do céu e a todos os animais selvagens; mas Adão não encontrou uma auxiliar semelhante a ele. 21Então o Senhor Deus fez cair um sono profundo sobre Adão. Quando este adormeceu, tirou-lhe uma das costelas e fechou o lugar com carne. 22Depois, da costela tirada de Adão, o Senhor Deus formou a mulher e conduziu-a a Adão. 23E Adão exclamou: “Desta vez, sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne! Ela será chamada ‘mulher’ porque foi tirada do homem”. 24Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher, e eles serão uma só carne.
— Palavra do Senhor.
— Graças a Deus!

7. RESPONSÓRIO (Sl 127)
— O Senhor te abençoe de Sião,/ cada dia de tua vida. (Bis)
— Feliz és tu, se temes o Senhor/ e trilhas seus caminhos!/ Do trabalho de tuas mãos hás de viver,/ serás feliz, tudo irá bem!
— A tua esposa é uma videira bem fecunda/ no coração da tua casa;/ os teus filhos são rebentos de oliveira/ ao redor de tua mesa.
— Será assim abençoado todo homem/ que teme o Senhor./ O Senhor te abençoe de Sião,/ cada dia de tua vida.
— Para que vejas prosperar Jerusalém,/ e os filhos dos teus filhos./ Ó Senhor, que venha a paz a Israel,/ que venha a paz ao vosso povo!

8. SEGUNDA LEITURA (Hb 2,9-11)
A condição humana de Jesus confirma a paternidade de Deus em relação à humanidade, e convida os seres humanos a viver a fraternidade como experiência de santificação.
Leitura da Carta aos Hebreus:
Irmãos e Irmãs: 9Jesus, a quem Deus fez pouco menor do que os anjos, nós o vemos coroado de glória e honra, por ter sofrido a morte. Sim, pela graça de Deus em favor de todos, ele provou a morte. 10Convinha de fato que aquele, por quem e para quem todas as coisas existem, e que desejou conduzir muitos filhos à glória, levasse o iniciador da salvação deles à consumação, por meio de sofrimentos. 11Pois tanto Jesus, o Santificador, quanto os santificados, são descendentes do mesmo ancestral; por esta razão, ele não se envergonha de os chamar irmãos.
— Palavra do Senhor.
— Graças a Deus!

9. ACLAMAÇÃO
C. Todo cristão é chamado a edificar o corpo de Cristo de Cristo, Sua Igreja, com o testemunho de uma vida santa. Com alegria, aclamemos o Evangelho.
Aleluia, Aleluia, * Aleluia, Aleluia (bis)
Se amarmos uns aos outros,/ Deus em nós há de estar,/ E o seu amor em nós/ se aperfeiçoará!

10. EVANGELHO (Mc 10,2-16)
Jesus, ao valorizar a união matrimonial, resgata a família como lugar privilegiado de humanização e de respeito, sobretudo para com a dignidade dos pequenos.
— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, † segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!
Naquele tempo, 2alguns fariseus se aproximaram de Jesus. Para pô-lo à prova, perguntaram se era permitido ao homem divorciar-se de sua mulher. 3Jesus perguntou: “O que Moisés vos ordenou?” 4Os fariseus responderam: “Moisés permitiu escrever uma certidão de divórcio e despedi-la”. 5Jesus então disse: “Foi por causa da dureza do vosso coração que Moisés vos escreveu este mandamento. 6No entanto, desde o começo da criação, Deus os fez homem e mulher. 7Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e os dois serão uma só carne. 8Assim, já não são dois, mas uma só carne. 9Portanto, o que Deus uniu o homem não separe!” 10Em casa, os discípulos fizeram, novamente, perguntas sobre o mesmo assunto. 11Jesus respondeu: “Quem se divorciar de sua mulher e casar com outra, cometerá adultério contra a primeira. 12E se a mulher se divorciar de seu marido e se casar com outro, cometerá adultério”. 13Depois disso, traziam crianças para que Jesus as tocasse. Mas os discípulos as repreendiam. 14Vendo isso, Jesus se aborreceu e disse: “Deixai vir a mim as crianças. Não as proibais, porque o Reino de Deus é dos que são como elas. 15Em verdade vos digo: quem não receber o Reino de Deus como uma criança, não entrará nele”. 16Ele abraçava as crianças e as abençoava, impondo-lhes as mãos.
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor!

11. HOMILIA ou PREPARANDO A PARTILHA DA PALAVRA
Ao ser interrogado sobre o divórcio, Jesus recorda o ensinamento do Gênesis como proposta de Deus a respeito do amor entre o homem e a mulher. O ser humano só encontra sua verdadeira realização no encontro com outro ser humano, tornando-se os dois uma só carne. Esta comunhão de amor expressa o próprio amor em Deus e de Deus para com a humanidade. Esta comunhão de amor imita também a Deus em sua ação criadora (cf. Gn 2,18-24). Concessões da Lei de Moisés constituem legislação para a fraqueza. Jesus repropõe o ideal do verdadeiro amor que exige a total fidelidade (cf. Mc 10,2-16). Este amor fiel, a exemplo do amor de Jesus Cristo, exige a atitude da criança. Ela possui total abertura, manifesta total confiança nos pais. O matrimônio é indissolúvel, como dom de Deus. Por isso, a indissolubilidade não pode ser vista simplesmente como uma lei. É dom a ser acolhido e cultivado. Os casais cristãos devem deixar-se tocar por Cristo como as crianças. Então, com a força de Cristo, a graça sacramental, os esposos cristãos poderão segui-Lo mesmo até a cruz, amando como Jesus Cristo amou, mais preocupados em dar do que em receber. Este amor dos esposos, participação e irradiação do amor de Cristo, torna-se o ninho para que a vida que nasce possa fazer a primeira experiência do Deus-amor. Deus deseja tocar o ser humano que nasce através do amor dos pais. Desta forma, Deus está acolhendo, tocando e abençoando os filhos. Os pais representam o próprio Deus para o filho que nasce. A imagem de Deus que os esposos transmitem deve ser uma imagem de Deus-amor, Deus-bondade, Deus-vida. Tudo isso é dom, é graça, que a comunidade deseja agradecer, pedir que conserve nos casados e desejar para os jovens, que, um dia, hão de seguir a Cristo no estado de vida do matrimônio.

12.  CREDO
Creio em Deus Pai todo-poderoso,/ criador do céu e da terra./ E em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor,/ que foi concebido pelo poder do Espírito Santo;/ nasceu da Virgem Maria;/ padeceu sob Pôncio Pilatos,/ foi crucificado, morto e sepultado./ Desceu à mansão dos mortos,/ ressuscitou ao terceiro dia,/ subiu aos céus;/ está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso,/ donde há de vir a julgar os vivos e os mortos./ Creio no Espírito Santo;/ na Santa Igreja Católica;/ na comunhão dos santos;/ na remissão dos pecados;/ na ressurreição da carne;/ na vida eterna. Amém.

13. PRECES
Presidente - Ao Pai, sempre fiel ao seu projeto de amor, peçamos confiantes.
- Senhor, olhai pelas famílias que enfrentam dificuldades, para que encontrem em Cristo a verdadeira esperança e busquem quem as ajude e compreenda. Nós vos pedimos.
- Senhor, abençoai a paróquia Missionária São Francisco de Assis de Laranja da Terra e todas as comunidades que celebram a festa do seu padroeiro, para que caminhem unidas produzindo frutos de amor e solidariedade. Nós vos pedimos.
- Senhor, iluminai os jovens que se preparam para o casamento, para que encontrem nas Palavras de Jesus um apelo à fidelidade no amor. Nós vos pedimos. - Senhor, concedei a todos nós a graça de ver na terra, na água, no ar, nas plantas e nos animais, criaturas Vossas, e despertai em nosso coração o amor, o respeito e o cuidado pela natureza. Nós vos pedimos.
Presidente - Rezemos juntos a Oração Missionária. Deus, Pai de toda humanidade: ouvi o clamor dos vossos filhos. Enviai-nos onde nada mais existe, senão a dor e a incerteza. Dai-nos as mãos de Marta e o coração de Maria, para que sejamos Boa Notícia para os povos. Maria, Mãe da Igreja, intercedei por nós! Amém.

14. APRESENTAÇÃO DOS DONS
Animador(a) - Recebemos a natureza como herança gratuita, por isso, somos chamados a protegê-la, como espaço precioso da convivência humana e como responsabilidade cuidadosa do senhorio do homem para o bem de todos. As gerações que nos sucederão têm direito a receber um mundo habitável e não um planeta contaminado. (DA 471) O que justifica nossa ação é a vida, por isso, somos chamados a defender a vida a partir da criação, sabendo contemplá-la e cuidar dela como casa de todos os seres vivos, fundamentados no Evangelho da justiça, da solidariedade e do destino universal dos bens, e não no desenvolvimento predatório. Toda a criação espera ansiosamente a manifestação dos filhos de Deus. (Rm 8,19)
Animador(a) - Apresentemos no altar do Senhor o compromisso de todas as famílias e de cada um de nós na missão de resgatar o valor do sacramento do matrimônio e educar nossos filhos e filhas no respeito e preservação da natureza, seguindo as orientações do Projeto Diocesano de Evangelização - 2009 a 2012. A equipe prepara e apresenta gestos concretos que as famílias no seu dia-a-dia e na comunidade, realizam em favor da obra criada por Deus, fundamentando-se no Projeto Diocesano de Evangelização. Canta-se o refrão abaixo.
MUITO OBRIGADO, SENHOR PELOS BENS DA CRIAÇÃO! VIMOS COM AMOR OFERTAR, OS DONS PARTILHAR, DOAR AO IRMÃO.

15. CANTO DAS OFERENDAS
(onde houver Celebração da Palavra)
NESTA PRECE, SENHOR, VENHO TE OFERECER O CREPITAR DA CHAMA, A CERTEZA DE DAR.
1. Eu te ofereço o sol que brilha forte. Te ofereço a dor do meu irmão! A fé na esperança e o meu amor!
2. Eu te ofereço as mãos que estão abertas, o cansaço do passo mantido, meu grito mais forte de louvor!
3. Eu te ofereço o que vi de belo no interior dos corações. A coragem de me transformar.

(onde houver Celebração Eucarística)
COM O PÃO E COM O VINHO NOSSA OFERTA APRESENTAMOS, NOSSA VIDA E MISSÃO, EM TUA PALAVRA RENOVAMOS.
1. Ofertamos os nossos ouvidos e abrimos o nosso coração pra acolhermos a tua Palavra e sentirmos a transformação.
2. Ofertamos as nossas famílias, onde tua Palavra é luz, juventude, infância, velhice, todo aquele que abraça a cruz.
3. Ofertamos as lutas do povo, seus anseios, amor, doação, que a tua Palavra, Senhor, firme sempre a nossa união.

16.  ORAÇÃO EUCARÍSTICA X (para as missas com crianças – II)
PAI NOSSO
Presidente - Obedientes à Palavra do Salvador e formados por seu divino ensinamento, ousamos dizer. PAI NOSSO...

17. ABRAÇO DA PAZ
Animador(a) - A paz é fruto da vivência do amor de Deus por nós e entre nós. Saudemos quem está ao nosso lado com um gesto de comunhão fraterna.
1. Cristo, quero ser instrumento de tua paz e do teu infinito amor. Onde houver ódio e rancor que eu leve a concórdia, que eu leve o amor.
ONDE HÁ OFENSA QUE DÓI, QUE EU LEVE O PERDÃO ONDE HOUVER A DISCÓRDIA QUE EU LEVE A UNIÃO E TUA PAZ.
2. Mesmo que haja um só coração que duvide do bem, do amor e da fé, quero com firmeza anunciar a palavra que traz a grandeza da fé.

18. CANTO DA COMUNHÃO
1. Não pode faltar a palavra, não pode faltar-nos o pão, não pode faltar compromisso, a quem quer um mundo de irmãos.
TEU PÃO, Ó SENHOR, NOS SUSTENTA NA LUTA DE UM MUNDO MELHOR. O TEU EVANGELHO TRANSFORMA, TU ÉS NOSSO DEUS SALVADOR (bis).
2. Passaste no mundo dos homens, fazendo a todos o bem. Teu jeito de amar os humildes, a todos ensinas também.
3. A Boa-Notícia do Reino aos pobres tu vens anunciar: É Deus que se põe ao seu lado, é Deus que nos vem libertar.
4. Contigo fazendo aliança, fazemos também comunhão. A causa que tu abraçaste anima a tomar posição.

19. PÓS-COMUNHÃO
Presidente - Ó Deus todo-poderoso, o pão da Palavra (e da Comunhão) nos alegrou e nos tornou mais próximos de Vós e dos irmãos. Ajudai-nos a sermos plenamente fiéis ao Vosso amor, testemunhando-o a todo o mundo. Por Cristo, nosso Senhor. AMÉM.

AVISOS cantar os parabéns para: - aniversariantes - pessoas que vieram pela primeira vez - grupos que rezam o terço - grupos e pessoas missionários

 BÊNÇÃO
Presidente
-
O Senhor nos abençoe e nos guarde. AMÉM.
- O Senhor faça brilhar sobre nós a sua face e nos seja favorável. AMÉM.
- O Senhor dirija para nós o seu rosto e nos dê a paz. AMÉM.
- Abençoe-nos o Deus todo-poderoso: PAI E FILHO E ESPÍRITO SANTO. AMÉM. ENVIO
- Vamos em paz e o Senhor nos acompanhe. GRAÇAS A DEUS.

20. CANTO FINAL
A MISSÃO QUE RECEBEMOS DE JESUS É A MESMA QUE DEUS PAI LHE CONFIOU: ANUNCIAR A BOA NOVA PORQUE O REINO JÁ CHEGOU.
1. Uma certeza alegra a vida: a própria morte já foi vencida.
2. Deus quer de todos fraternidade, juntos formemos comunidade.
3. Lançar sementes da vida nova dentro da luta a fé se prova. “Ide em paz e o Senhor vos acompanha!”

Fontes: O Messias , Filho de Deus, caminha à nossa frente, CNBB, Paulus/Paulinas, 2006 Dia do Senhor, Marcelo Guimarães e Penha Carpanedo, Tempo Comum Ano B, Paulinas, 2003 Liturgia Dominical, Johan Konings, Vozes, 2003 Missal Romano Hinários Litúrgicos da CNBB Ofício Divino das Comunidades (OCD), Paulus, 1994  HYPERLINK "http://www.redemptor.com.br" www.redemptor.com.br  HYPERLINK "http://www.arquidiocese-sp.org.br" www.arquidiocese-sp.org.br  HYPERLINK "http://www.diocesedecolatina.org.br/adm/pdf/diadosenhor_35.pdf" www.diocesedecolatina.org.br/adm/pdf/diadosenhor_35.pdf

Nenhum comentário: